Entenda mais sobre a diabetes!

A diabetes é nada menos do que a incapacidade de metabolizar carboidratos (açúcares), por diminuição na secreção de insulina ou na resistência da insulina disponível, gerando o aumento na concentração de glicose no sangue.

O diabetes tipo 1 ou insulínico dependente é comum em jovens, mas pode surgir em qualquer idade. Os sintomas aparecem bruscamente, exigindo o uso de insulina para o seu controle. Já o diabetes tipo 2 ou tipo adulto, geralmente se manifesta na maturidade e atualmente é responsável por 95% dos casos de diabetes.

As causas mais comuns que levam o paciente a desenvolver o diabetes tipo 2 são:

  • Excesso de consumo de carboidratos refinados, açúcares e alimentos industrializados como pães, massas, bolos, doces em geral e sucos de caixinha;
  • Consumo em excesso de bebida alcoólica, gorduras saturadas presentes em carnes, embutidos, pele de frango e temperos prontos;
  • Sedentarismo;
  • Excesso de peso, sobrepeso e obesidade

Hábitos saudáveis devem ser adotados para a prevenção da doença e para isso basta fazermos trocas inteligentes:

20-jan-pd-2

  • Arroz branco pelo integral ou mesmo pela batata doce;
  • Produtos refinados como biscoitos por integrais sem adição de açúcar;
  • Granola, que geralmente leva açúcar, por sementes de chia ou linhaça, já que a fibra ajuda a diminuir a absorção do carboidrato;
  • Frutas de alto índice glicêmico, ou seja, as frutas que contem muito açúcar como banana, manga e uva po: maçã, pera, kiwi, pêssego, tangerina, limão, goiaba e acerola;
  • Carne vermelha por carne branca como peixes e aves

Também é preciso investir em algumas vitaminas e minerais, que ajudam também a manter os níveis de açúcares controlados, como a vitamina C, presente no limão, tangerina, goiaba e acerola; a vitamina E, em sementes oleaginosas, sementes de girassol e abóbora, óleo de azeite e amendoim; a Niacina também conhecida como Vitamina B3, que tem demonstrado papel importante na redução da quantidade de insulina necessária para controlar a glicose sanguínea, presente em ovos e carnes brancas.

E não podemos esquecer-nos dos minerais. Um dos mais importantes é o cromo, que trabalha com a insulina ao transportar a glicose sanguínea para o interior das células, reduzindo a glicemia.

Atenção extra para o magnésio, que tem seu metabolismo alterado em diabéticos, o que pode contribuir para a progressão da doença, pois sua função é de regular a insulina e a glicose sangüínea.  Por isso sua suplementação é necessária para corrigir a intolerância à glicose.

Por uma vida mais saudável e livre dos riscos de virar diabético!

ass_pd_gabi

 

1 Response

Leave a Reply