Inchaço Abdominal

Se você sofre com inchaço abdominal (não relacionado à gordura nesta região) com
certeza já se perguntou quais seriam os motivos. Essa é uma queixa muito comum e que,
de fato, vai muito além da estética: a sensação de estufamento pode indicar, inclusive,
questões mais sensíveis na saúde do paciente.

Então vamos ver quais podem ser essas causas do inchaço abdominal?

– Intolerâncias alimentares (como à lactose e ao glúten);

– Edema de realimentação: pode ocorrer em casos de restrições alimentares severas,
como é o caso de dietas muito restritivas (principalmente sem acompanhamento
profissional) em carboidratos ou em calorias, a partir do momento em que o indivíduo volta
a comer mais (carbos e/ou calorias) sem a devida readaptação, levando o corpo a reter
mais água e também mais sal, resultando em inchaço abdominal;

– Consumo frequente de bebidas gaseificadas: o gás consumido precisa de espaço no
corpo, levando, portanto, à distensão abdominal.

– Excesso de fermentação intestinal: algumas pessoas podem ser mais sensíveis a certos
alimentos que provocam fermentação quando no interior do trato gastrointestinal. Os casos
mais comuns são os alimentos considerados flatulentos, como feijões e leguminosas, ovo
cozido, batata doce, crucíferos (como brócolis e couve flor) e outros. Nestes casos, pode
ser interessante pensar em uma alimentação sem FODMAPS (alimentos fermentáveis que
são mal absorvidos pelo nosso organismo).

– Excesso de industrializados, açúcar e refinados.

– No caso das mulheres, período menstrual e até mesmo o período fértil (a ovulação
também podem favorecer aumento abdominal)

– Má digestão: neste caso, podemos pensar em chás digestivos ou enzimas digestivas
para melhorar a digestão e os sintomas da má digestão.

Se você sofre com o inchaço abdominal, consulte seu médico e um nutricionista para
investigar as possíveis causas e ajustar os fatores que podem estar levando ao
desconforto.

Leave a Reply