Para que servem os suplementos?

O mercado nos oferece tantas opções de suplementos, que muitas vezes quem pratica atividade física fica confuso com tantas promessas de ganho de massa, perda de peso etc. Por isso, a Alessandra Scutellaro, nossa nutri esportiva de Ipanema, esclarece na matéria de hoje da PD Magazine para o que cada um serve e como eles devem ser consumidos.

  • BCAA

O BCAA é um composto formado por três aminoácidos essenciais, o que significa que não são produzidos pelo nosso corpo. Para obtê-los, conseguimos apenas por uma alimentação com fontes proteicas ou em forma de suplementação.

Durante o exercício, o corpo necessita de nutrientes para repor a energia gasta.  Se o corpo não tiver os nutrientes necessários para esta reposição, o organismo retira os aminoácidos dos músculos para suprir a grande demanda de energia, o que pode gerar perda de massa muscular. Assim, o BCAA atua no fornecimento de nutrientes, sendo importantíssimo para o processo de síntese proteica e regeneração muscular. Com isso, conseguimos prevenir a fadiga dos músculos com um tempo de recuperação menor após o treino.

Ele ainda estimula a liberação de insulina, que é considerado um hormônio anabólico, permitindo a maior entrada de glicose nas células e assim maior energia e rendimento durante o treino.

  • WHEY PROTEIN

O famoso Whey é um tipo de proteína obtida através do soro do leite e é considerado o suplemento proteico de maior qualidade e mais rápida absorção. Geralmente é utilizada por praticantes de exercício físico e atletas, com o objetivo de aumento e definição muscular. Atua de forma positiva na regeneração muscular, por conter BCAA. Além disso, contamos com os benefícios da glutationa, um importante antioxidante com efeito protetor e detoxificante, que atua no fortalecimento do sistema imune.

A grande vantagem na suplementação com Whey é a sua fácil digestão e absorção, o que facilita a “chegada” aos músculos, favorecendo a síntese proteica.

 Hoje encontramos no mercado três tipos de whey: isolado, concentrado e hidrolisado.

  • Isolado: o que tem melhor digestão e na apenas proteína em sua composição, livre de carboidratos e lactose.
  • Concentrado: além da proteína, tem uma pequena quantidade de carboidrato e lactose.
  • Hidrolisado: passa por um processo em que as moléculas são quebradas em partículas menores. A digestão e a absorção são mais fáceis quando comparadas às do isolado e do concentrado. É indicado para pessoas com dificuldades de digestão, intestino preso e gases.

1ce30a5d5a13313aef5f47af5b20e9252

  • PROTEINA VEGETAL 

É a melhor opção de proteína para veganos, vegetarianos e intolerantes à proteína do leite. Seus processos de absorção e digestão vão de intermediários à rápidos e contém BCAA em sua composição.  Além da indicação para praticantes de exercícios, também é recomendado na prática clínica para suprir carências de proteínas em pessoas que têm a ingestão reduzida deste macronutriente.

De todas as proteínas disponíveis no mercado, a de ervilha é a que apresenta maior absorção comparada à outras proteínas veganas.

  • CREATINA 

A creatina é uma amina produzida pelo nosso corpo a partir de dois aminoácidos: glicina e arginina. Conseguimos obtê-la através da alimentação, com carnes em geral.

A creatina faz parte do processo de ressíntese do ATP (principal fonte de energia) e  devido a isso é utilizada para aumentar a energia utilizada durante o exercício. Assim, temos uma melhora no desempenho físico e na fadiga muscular.

O quadro de retenção de líquidos que ocorre com a suplementação, deve-se ao transporte da água para o interior da célula, aumentando assim o volume muscular, o que não é prejudicial à saúde.

A creatina também tem sido muito estudada para outras finalidades, como problemas neurológicos, sistema imune e fonte de antioxidantes.

  • GLUTAMINA

A glutamina faz parte dos aminoácidos não essenciais, produzidos pelo nosso corpo. É o aminoácido mais abundante no tecido muscular. Atua na síntese proteica, devido à capacidade de atrair água para o interior da célula.

Ainda é fonte de nutrientes para as células imunológicas.

Outros benefícios que podemos considerar são a regularização da função intestinal e o  favorecimento na produção de glutationa, um excelente antioxidante.

1ce30a5d5a13313aef5f47af5b20e9253

Espero ter esclarecido as dúvidas e lembro ainda que toda prescrição e consumo de suplementos deve ser acompanhado por um médico do esporte e um nutricionista esportivo. Bom treino!

ass_pd_alessandra

 

Leave a Reply